sexta-feira, 6 de julho de 2012

Você está falhando em falhar ?


A falha é o ponto na série onde você não consegue completar mais nenhuma repetição de maneira completa ou com boa forma. Nem todas as séries ou treinos visam treinar na zona de falha muscular, mas muitas pessoas mal chegam perto disso. Geralmente isto acontece porque elas calculam um número exato de repetições e quando chegam neste número, já desistem.

A questão não é chegar sempre na falha, até porque, como já conversamos, nem todos os treinos ou séries visam chegar na falha muscular, a questão é sugerir que as pessoas treinem pelo menos perto disso, pois o que mais acontece é justamente o contrário: pessoas com força sobrando e desistindo só porque atingiu o número de repetições necessárias ou logo no começo da dor/fadiga.
A lenda já dizia:
As últimas três ou quatro repetições são as que fazem o músculo crescer. Esta área de dor divide os campeões dos que não são. É isto o que falta nas pessoas, ter a coragem para seguir em frente até mesmo através da dor independente do que aconteça.
- Arnold Schwarzenegger
Se você já está acostumado com este regime e sabe perfeitamente chegar até a falha, parabéns. Caso contrário, aqui vão algumas dicas para você ter certeza de que está treinando até a falha ou perto dela:
  • Se você estiver treinando até a falha, não desista da última repetição a não ser que você tenha travado no exercício por pelo menos 3 segundos. Só então, você pode desistir ou(se você for avançado), você pode trapacear para conseguir completar a última repetição.
  • Mantenha um registro de treino, marcando qual a carga utilizada e numero de repetições em cada exercício e tente bater estes números nos próximos treinos.
  • Não termine sua série se você ainda não passou da sua zona de conforto, mesmo que você já tenha atingido o número exigido de repetições.
Observação: Trapacear é uma técnica que pode ser usada por avançados em ocasiões extremamente específicas. Por exemplo: para completar o exercício com mais carga ou treinar além da falha. Trapacear sendo usada como uma técnica é uma coisa, roubar no exercício é outra totalmente diferente.

0 comentários:

Postar um comentário